turismo-inovador-2024-rede-basil-inovacao-ecossistema-startups-esg-ia-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-abav-feira-brasilia-df-expositores-4
turismo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-senac-abav-embratur-avirrp-feira-ribeirao-preto-sao-paulo
turismo-inovador-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-startups-aldo-cargnelutti-ceo-palestrante-cnc-senac-abav-embratur-rock-in-rio-rio-janeiro-shows-ingressos-2

Viagens e turismo na América Latina podem impulsionar a economia da região em US$ 260 bilhões na próxima década

Viagens e turismo na América Latina podem impulsionar a economia da região em US$ 260 bilhões na próxima década

Viagens e turismo na América Latina podem impulsionar a economia da região em US$ 260 bilhões na próxima década

Último relatório do WTTC destaca ações para estimular o crescimento do setor

O Conselho Mundial de Viagens e Turismo (World Travel & Tourism Council, WTTC, em inglês), em colaboração com a VFS Global, líder em serviços de terceirização e tecnologia para governos e missões diplomáticas em todo o mundo, revelou que o setor de viagens e turismo da América Latina pode injetar quase US$ 260 bilhões à economia da região e criar quase oito milhões de novos empregos nos próximos 10 anos.

De acordo com o relatório “Unlocking Opportunities for Travel & Tourism Growth in LATAM” (“Abrindo oportunidades para o crescimento de viagens e turismo na América Latina”, em tradução livre), este crescimento potencial depende de três principais políticas para conquistar um salto anual de 3,4%, atingindo uma contribuição de cerca de US$ 909,2 bilhões de dólares.

O relatório inclui um pacote de políticas focado em melhorar o crescimento na América Latina tendo como base a infraestrutura de transporte, a facilitação de vistos e o marketing turístico.

O setor de viagens e turismo é muito expressivo na região, com uma contribuição de mais de US$ 629 bilhões para a economia em 2023, acolhendo 86 milhões de viajantes internacionais.

O turismo foi ainda essencial para o emprego no ano passado, proporcionando meios de subsistência para mais de 24,6 milhões de pessoas, o que equivale a 9% de todos os empregos na região.

“O setor de viagens e turismo da América Latina testemunhou uma transformação extraordinária. Nos últimos anos, cresceu significativamente, contribuindo imensamente para a economia da região”, diz Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC.

“O potencial de crescimento das viagens na América Latina é significativo, pois já registrou um crescimento substancial desde 2000 e, com as políticas certas, poderá alcançar mais 260 bilhões na próxima década. Os países precisam de melhores infraestruturas de transportes, processos de vistos simplificados, melhor proteção da biodiversidade e da natureza e campanhas de marketing eficazes para destacar a riqueza dos destinos nesta região vibrante”, destaca Simpson.

“Estamos muito satisfeitos com a parceria com o WTTC para ampliar o imenso potencial que o turismo oferece na América Latina”, comenta Zubin Karkaria, fundador e CEO da VFS Global. “Desde que nos estabelecemos na América Latina, em 2009, somos agora parceiros de confiança de 18 governos, atendendo 29 cidades em 17 países. A VFS Global, com sua experiência em serviços de vistos e promoção turística, está comprometida em desempenhar um papel fundamental no aproveitamento do potencial da América Latina. O nosso envolvimento também pode ajudar os destinos a melhorar as competências da mão de obra, componente crucial no setor”, ressalta.

“Este abrangente relatório serve como um roadmap para stakeholders, incluindo governos e Conselhos Nacionais de Turismo, para formularem estratégias que desbloqueiem o potencial econômico do continente, atraiam investimentos cruciais e impulsionem as chegadas. A região tem a ganhar significativamente com a nossa experiência na simplificação da mobilidade entre fronteiras com soluções tecnológicas altamente seguras, confiáveis, eficientes e inovadoras”, complementa o executivo da VFS Global.

O material aborda também a trajetória histórica do setor de viagens e turismo na América Latina, incluindo grandes desafios, desde a crise financeira global em 2008 até aos reveses causados por surtos de doenças e instabilidade política. E apesar de todos estes obstáculos, o turismo está no caminho da recuperação.

De acordo com órgãos globais, prevê-se que 2024 seja um ano recorde, alcançando uma contribuição para o PIB de mais de US$ 650 bilhões, bem como a criação de um milhão de empregos adicionais, elevando o total para 25,7 milhões.

Oportunidades na América Latina

O relatório sublinha uma abordagem estratégica para melhorar o turismo, integrando investimentos em infraestrutura, melhorando a conectividade aérea e simplificando os procedimentos de visto.
O estudo ainda destaca a importância de proteger a biodiversidade e a natureza com uma melhor gestão da água e da utilização de energia com baixo teor de carbono.
Esses esforços visam atrair mais turistas e, ao mesmo tempo, garantir a sustentabilidade ambiental.
O aproveitamento das tecnologias digitais melhora a experiência de viagem e pode otimizar estratégias de marketing, apoiadas por insights baseados em dados. Investir na população local e na preservação natural enriquece a experiência do visitante e garante que as viagens sejam sustentáveis e inclusivas.
Por fim, garantir medidas de segurança gera confiança e sustenta o crescimento no setor. Esta estratégia coesa visa fortalecer a posição da região como um destino competitivo e atraente a nível mundial.
Todos esses esforços poderiam desbloquear o potencial de preservação ambiental, criação de empregos e desenvolvimento econômico para o setor na América Latina.
O material completo está disponível, em inglês, em: WTTC Research Hub

Sobre a VFS Global

Como líder mundial em terceirização e especialista em serviços de tecnologia, a VFS Global adota a inovação tecnológica, incluindo a IA generativa, para apoiar governos e missões diplomáticas em todo o mundo. A empresa gerencia tarefas administrativas e sem julgamento relacionadas a solicitações de visto, passaporte e serviços consulares para os governos de seus clientes, aumentando a produtividade e permitindo que eles se concentrem inteiramente na tarefa crítica de avaliação.

Com uma abordagem responsável para o desenvolvimento, a adoção e a integração de tecnologias, a empresa prioriza práticas éticas e sustentabilidade, ao mesmo tempo em que atua como parceira de confiança dos governos de seus clientes. Operando mais de 3.400 Centros de Aplicação em 151 países, a VFS Global processou com eficiência mais de 290 milhões de aplicações desde 2001.

Com sede em Zurique e Dubai e apoiada pelo acionista majoritário Blackstone, juntamente com a Kuoni e a Hugentobler Foundation e a EQT, sediadas na Suíça, a VFS Global tem o compromisso de criar valor para todas as partes interessadas e liderar soluções responsáveis e inovadoras, tornando os serviços governamentais mais eficazes e eficientes.