turismo-inovador-2024-rede-basil-inovacao-esg-ia-cnc-abav-feira-ebs-mice-sao-paulo-sp-expositores-aldo-rosa-16
TERESINA
turismo-inovador-2024-rede-basil-inovacao-ecossistema-startups-esg-ia-aldo-rosa-ceo-palestrante-cnc-abav-feira-brasilia-df-expositores-4
rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon

Embratur, UFF e PUC-Rio testam, pela 1ª vez, app que mapeia pontos turísticos cariocas

Embratur, UFF e PUC-Rio testam, pela 1ª vez, app que mapeia pontos turísticos cariocas

Embratur, UFF e PUC-Rio testam, pela 1ª vez, app que mapeia pontos turísticos cariocas

Iniciativa “Consórcio de Universidades” irá utilizar a inovação para ofertar produtos e serviços mais completos ao turista; testagem começou no bairro carioca da Ilha de Paquetá

Estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da PUC-Rio, acompanhados pela equipe do EmbraturLAB, testaram essa plataforma pela primeira vez

Já pensou em um aplicativo que mapeia os principais pontos turísticos de um destino? Estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF) e da PUC-Rio, acompanhados pela equipe do EmbraturLAB, testaram essa plataforma pela primeira vez, nesta quinta-feira (4), na Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro.

A iniciativa faz parte do Projeto de Identificação da Oferta Turística da cidade do Rio de Janeiro, parceria entre a Embratur, UFF e PUC- Rio, que irá gerar dados para que empreendedores locais conheçam as especificidades de cada região para ofertar um produto melhor ao turista.

“A ideia da Embratur, com esse projeto, é dar aos possíveis empreendedores da cidade do Rio acesso às bases de informação. Estamos gerando dados e a Embratur trabalhando esses dados para gerar informação para que os empreendedores possam ter o conhecimento necessário. Ao identificarmos melhor, a gente tem uma oferta mais qualificada para o turista internacional”, explicou o  coordenador do Inventário de Oferta Turística do Rio de Janeiro (IOT-RJ), Carlos Alberto Lidizia.

Para o gerente de Inovação da Embratur, Edivaldo Reis, com uma base mais estruturada de dados é possível ser mais assertivo na promoção do marketing turístico. “O projeto será um impulsionador de novos negócios para o campo do turismo e para empreendedores. Através dele conseguiremos fomentar possibilidades de criação de novos negócios, a partir do uso estratégico dos dados disponibilizados no aplicativo”, disse.

Um dos pesquisadores do projeto, Leonardo Vidal, contou como foi a testagem do app in loco. “Estivemos em Paquetá para compreender as especificidades e singularidades desse destino turístico. Nós utilizamos o aplicativo, estamos compreendendo suas funcionalidades, questões a melhorar, todas as questões técnicas”, explicou Vidal. “Conversamos com donos de pousadas, de restaurantes, de todos os equipamentos e serviços turísticos que a Ilha de Paquetá oferece para melhorar essa oferta turística ao turista”, acrescentou.

Planejamento assertivo

Identificar, mapear e inserir em um aplicativo os dados e informações é um dos projetos da Universidade Federal Fluminense, que fechou uma parceria com a Embratur, no ano passado, com o objetivo de promover o destino Brasil, com base em metodologias e conhecimento científico. Com a iniciativa “Consórcio de Universidades”, lançada no Rio Innovation Week 2023, em novembro de 2023, o centro de inovação da Embratur irá desenvolver projetos similares com instituições de ensino em todo o país, que irão coletar dados, mapear as informações e assim, promover a colaboração entre os diversos atores do setor.